Pesquisar neste blogue

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

PASSAGEM

(The Creeps - foto)

És filho das areias e do sol
A tua alma eleva-se com a linha do horizonte
Em miragens voláteis de palavras por dizer
Sinto-as como passos sem sombras
Como vozes enrouquecidas acabadas de despertar
Como milagres metafóricos de pessoas inacabadas
E enquanto caminhas os séculos dançam à tua volta
Sem sequer te tocar
A poeira que se acumula nas pregas da vastidão humana
Encobre as origens da verdade
Em inexplicáveis eclipses de amor entre os céus e a terra
E o eco da tua voz eleva-se da cruz em que nasceste
E torna-se na herança incompreendida
Do que é ser-se humano:
Algo transitório entre o corpo e a alma.


9 comentários:

Teté disse...

Feliz 2009, Su!

E continuação de boas ondas poéticas... a par de boas músicas e leituras!

Beijinhos!

Inti, the Sun God disse...

Feliz 2009!
Estou a ver que hoje é dia de regressos! Lol!
Mas todo este tempo de interregno não te afectou nada em termos de escrita!
Gostei muito deste vídeo, tem cenas de grandes filmes e séries!

Volta sempre! Beijinhos!

Inti, the Sun God disse...

Ah, esqueci-me de dizer, é dia de regressos lá no Shade também. Lol!

1/4 de Fada disse...

Lindo, Su. Um regresso em grande.

JC disse...

Bom ano!
Belo texto e um não menos belo video.
Beijinhos

f@ disse...

Desperto aqui ao toque dos olhos nas tuas palavras....

Universo poético de eleição...

*Passeia nas nuvens e apanha lá um prémio dourado pelas estrelas…

Beijinhos das nuvens

©carmen zita disse...

"(...) herança incompreendida
Do que é ser-se humano:
Algo transitório entre o corpo e a alma."

Ano novo, poema novo e sempre a inspiração a 100%.
Grande abraço.

Porcelain Doll disse...

Ser-se humano é completamente transitório... :-)))

Acho que gostava de saber quais eram as alternativas eheheh :-D

technology disse...

mayor486
mill3546
owl8642
own78524
poesy4862