Pesquisar neste blogue

domingo, 6 de fevereiro de 2011

...a solidão é um movimento perpétuo que orbita elipticamente em torno de um corpo morto...

5 comentários:

quanto pesa o vento? disse...

que lindo!
gostei muito de te ler.

abraço.

Teté disse...

Bem sei que esta tua teia anda um bocadinho parada, mas queria deixar um beijinho de parabéns para o Taliesin... atrasado! Mas a intenção é boa... :)

E uma grande beijoca para ti, e festinhas para o Sky e Átia!

Sandra Daniela disse...

È isso mesmo! sempre tiveste o dom de exprimir em palavras, aquilo que muitas vezes os sentimentos fecham em si, e de tão complexos, dificeis de entender... apenas sentidos...


vim deixar um beijinho

Joana Guerra disse...

Olá,

Vi o teu nome no sendsomething e cheguei dessa forma até ao teu blog :)

Muito bonita a frase neste post.

Joana

Mel de Carvalho disse...

Tens razão Su. Morre-se muitas vezes, na verdade... e a solidão instala-se em cada uma dessas mortes, elipticamente, não dando espaço a que se floresça de novo pleno.

Querida Su, Santa Páscoa
Beijo com saudade e carinho a vocês ...