Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

...não tenho o sono dos justos nem dos inocentes porque não durmo há uma vida inteira...a insónia visita-me todas as noites como o amante-fantasma mais incansável de todos e fazemos amor nas horas vagas da madrugada, enquanto o meu cérebro se esgota na tentativa de um orgasmo adormecido profundamente na almofada sem dar conta das horas e sem dar conta dos pesadelos acordados que se escondem por debaixo das asas desse fantasma que quando se olha ao espelho dos meus olhos faz-me descobrir-me a mim própria no seu rosto vazio...

4 comentários:

Teté disse...

Desde adolescente que tenho insónias e o pior é que quanto mais tento dormir mais o sono tarda a chegar. Em contrapartida já descobri um óptimo suporífero: televisão! É frente a ela que adormeço quase sem dar por isso... :)


Beijinhos, Su!

su disse...

...eu já nem a tv me dá o sono desejado...

Bjs.

Anónimo disse...

Talvez adormeças melhor se não desejares adormecer, se nada desejares. O que dificulta dormir é o desejo, seja daquilo que for.

Círculos

su disse...

Tens razão, Círculos...o desejo traz a inquietação. Mas esta minha insónia prende-se com algo mais do que consiga transmitir por palavras...falta de jeito da minha parte.