Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

À TUA BEIRA

Sou a tua sombra
Separada do teu tempo
Perdida atrás de ti
Por entre as frestas da tua pele
Como aroma perene
Solitário
Sou a tua sombra

Sentes-me distante
Trago a maresia no toque
De cada vez que te desperto a tempestade
Dentro de ti
E te perdes no lago gélido da minha alma
Afogando-te
Sentes-me distante


Não te sigo mas não te largo
Fantasma sem saber do seu corpo
Substituindo-o pelo teu
Uns segundos atrás dos teus passos
Confundes-me contigo mesmo
Quando vês através do meu olhar
Não te sigo mas não te largo

Sim
Sou a tua sombra
E
Sentes-me distante
E ainda
Não te sigo mas não te largo

24 comentários:

tonsdeazul disse...

Como sempre bonitas palavras! Beijinhos e como podes reparar já estou de volta. :)

Teté disse...

Adorei o poema, apesar da sua melancolia...

Beijocas, amiga! :)*

gracinda disse...

LINDO! O texto, a música... Esta é daquelas que eu volto para ouvir uma vez, e outra, e outra...

Beijinhos bem grandes

Gerlane disse...

Lindo, Su! Achei-o meio triste, ou talvez porque eu o tenha sentido tanto, identificado-me tanto!

Uma boa semana pra ti!

Beijos!

1/4 de Fada disse...

O poema é lindo, fez-me lembrar a imagem do Peter Pan a tentar coser a sua sombra sem o conseguir... A música e o vídeo são são uma escolha perfeita.

1/4 de Fada disse...

Olha, eu e a Blue começámos a responder ao teu desafio musical no mesmo dia sem termos combinado :))

su disse...

tons de azul: Obrigado eu pela tua visita e pelas palavras...eu também tenho andado meio desaparecida! Vidas e mais vidas! ;) Beijinhos grandes.

teté: As coisas mais melancólicas também podem trazer em si uma certa beleza...um beijinho bem grande. :)

gracinda: Pois é, amiga...é daquelas músicas bem especiais que nos dizem tanto!! Obrigado. Beijinho ENORME!

gerlane: Não é meio...é totalmente...os estados de alma são assim mesmo: imprevisíveis mas em contínua mudança! ;)) Beijinhos GRANDES!

17$ de fada: Essa imagem que referiste é que é bem linda...do peter Pan a tentar coser a sua sombra...o contínuo estado da impossibilidade e da nunca desitência...tenho andado meio afastada mas já vos vou visitar! Até já! ;) Beijinhos.

Å®t Øf £övë disse...

Su,
Muitas vezes na vida mesmo que o sentimento prevaleça as linhas da vida fazem com que nunca se cruzem, e sigam sempre, e apenas, em paralelo.
Bjs.

Giane disse...

"Não te sigo mas não te largo".

Amei Su.

Beijos mil!!!

f@ disse...

Mto bonito poema e video... sempre...
Não sei se existe distância da sombra... ou se a proximedade nos permite tocar-lhe...
beijinhos das nuvens

carlamarina disse...

olá su!sou a marina a tua parceira da troca de natal se puderes contacta comigo.bom blog!!boas musicas e lindas palavras!!!!!!!!!!!bjs

Azer Mantessa disse...

hello

been quite a while i have not been here ... too busy sometimes

a quick one:

just posted the song "Teia de Ariana" at youtube ...

http://www.youtube.com/watch?v=xr8IHiHvEcM

hope you like it :-)

©carmen zita disse...

"Sentes-me distante
Trago a maresia no toque
De cada vez que desperto a tempestade
Dentro de ti".
Belíssimos versos.

Ana S. disse...

Bonito poema!
Mesmo á distância não deixamos de amar (ou pelo menos de seguir os passos) :p
Beijinhos

su disse...

artr of love: E o paralelo mesmo que existente não é sinónimo de felicidade...apenas uma apatia melancólica...que está ali. Apenas isso. :)) Beijinhos.

giane: Obrigado...beijinhos bem grandes!

f@: É uma grande dúvida...dependendo sempre da nossa perspectiva, da nossa posição, do nosso estado de alma...muitas vezes sequer damos conta do que quer que seja...Obrigado. Beijinhos grandes!

carlamarina: Olá. Muito obrigado. Já regressáste de férias! Cedo entrarei em contacto contigo para a nossa troquinha! Beijinhos.

azer: Hello Azer! Miss you! I´ll check up the vídeo soon! Thanks for all! Lots of kisses!

carmen zita: Obrigado maiga...sabes sempre a importância da tua apreciação. Muito obrigado. Beijos ENORMES! Sempre saudosos.

ana s.: Obrigado ana. É verdade...quando existe o sentimento nada o impede de viver e durar o tempo que ele precisa... obrigado. Beijinhos!!

Lena disse...

Ola !!!!
Vamos dar animo a Dri...Vai ao meu Blog...
Bjs Lena:)

Cátia disse...

Excelente post, o conteudo e a primeira imagem, de uma carga enorme. Adorei.

Beijinhos

Sandra Daniela disse...

Por vezes a sombra também caminha ao nosso lado... dependendo de onde está o Sol!

E assim somos nós, dependendo do nosso estado de espirito...

Como sempre: Lindo!!!

beijinhos e só metade de Kitkat... que a outra metade já a comi eu!!! :-)

Kátia disse...

Uau!Que lindo!E a melancolia também é uma amiga que tenho desde...sempre!
Saudades dessa Teia maravilhosa.Obrigada pela partilha!
Beijo,cheiro e saudades.
:)

su disse...

lena: Olá Lena. Eu alinho...mas ando mesmo curta de tempo...a ver se hoje à noite consigo regularizar tudo aqui da blogosfera! Beijinhos grandes.

cátia: Obrigado...tudo que vem cá de bem de dentro! Beijinhos.

sandra daniela: Só metade?! Amiguita...hoje preciso de um inteiro ou de dois até!! Mas pronto...também fazes bem pela tua metade! ;p
Obrigado pelas palavras! Beijinhos grandes.

kátia: Obrigado eu pelas tuas palavras e pela tua visita no meio da tua nova vida atribulada...Ah...e muitos parabéns pelo que me consta, não é?! Hoje nada de melancolias aí para esses lados! Beijinhos grandes, bebé mais LINDA!

Malu_zinha disse...

Tens miminhos lá no meu blog
Beijooooo

Lena disse...

Ola!!!
Tenho um selo para ti no meu blog...
Quando puderes, passa lá para pega-lo, OK?
Boa semana....
Bjs Lena:)

Ruela disse...

gostei muito SU.

bjs.

Oliver Pickwick disse...

Melancolia? Que melancolia? Nas escritas ricas, não ligo muito para o conteúdo. Por si só, elas satisfazem. Umberto Eco jamais escreveu outra história tão empolgante como o O Nome Da Rosa. Contudo, escreve cada vez melhor.
Escrita pura é uma arte rara.
Um beijo!