Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

As pedras da calçada também choram
Atiram-se às janelas que escondem a alma
Por detrás de cortinas empoeiradas
Descem das teias as lágrimas de ontem
Enquanto as velhas à lareira
Costuram os
jovens corações
Com saber feito e sabor a passado
Dos novelos deslizam vozes embriagadas
Acorrentadas a agulhas infinitas
Que usam magias para esconder os deuses
Em corpos imperfeitos e temporais
Meros aventais do espírito divino
Em que a nódoa que cai
Apenas mancha o corpo.

17 comentários:

Teté disse...

Pedras, teias, jovens corações, corpo? Com o tempo, tudo chega ao lugar...

Estes Depeche Mode também eram do meu tempo de andar por aí a sassaricar! :D

Jinhos grandes!

su disse...

O Tempo encarrega-se de tudo através das nossa acções...é verdade.
Estes GRANDES DEPECHE MODE! :))))
Bjs.

Joana Carmo disse...

Amiga, apareces smp com postagens mt interessantes, parabens!!!
Beijinhos mt gndx************

Borboleta disse...

Os teus textos são sempre tão bons! :D Nunca conseguiria escrever assim ehehehehehe
És a maior! ;)

Vou tentar ir ao concerto destes meninos :) Bons velhos tempos!

Beijinhos

ps - respondi-te lá em casa.

impulsos disse...

Aqui estás tu, igual a ti própria, em toda a tua grandeza, tanto na qualidade como na imaginação, reinventando-te a cada novo momento, desta vez com um magnífico texto e imagem, que tem a tua inigualável marca de originalidade.

Adorei voltar a ouvir estes meninos que me fizeram regredir no tempo...

Beijo

me disse...

quando david se metia todo nas drogas, os recoil não existiam e martin tinha os dentes tortos estes tipos eram geniais.

mas nós também já tivemos melhores (e piores) dias.

e nós somos também memórias.

su disse...

Bem...eu recebi a prenda dos meus anos adiantada ainda no ano passado: o bilhete para o concerto a dia 11! ;)

Mas os recoil são excelentes e diferentes, à sua maneira!
E vive-se de memórias! :)
Beijinhos a todos.

Ruela disse...

UH OH OH

I'm in love ;)

su disse...

Ou "Love is in the air"! ;)
Mas estas palavras falam de corações costurados...poema antigo fabricado a fel! venham os contrastes!

Joana Carmo disse...

Su eu adoro a serra!!!
Vamos sempre ver as penhas douradas...é lindo!
Vamos de carro e quando encontramos a parte mais inclinada, q festa, la vai td p o sku, é demais...acho que td a gente q vai a serra faz sku.lolol...
A minha mãe arranjou um plastico gigante q cabe a familia td e la vamos nos tds em comboinho a fazer sku... ;p é cada trambulhão!!! lololol!
Beijinhos**************

1/4 de Fada disse...

Texto lindo! Realmente fazias falta cá no blogobairro...
Achei piada á coincidência da imagem, até porque a segunda que puseste aqui hoje também consta da minha colecção!

Joana Carmo disse...

tenho mais dois selinhos p ti!!!! ;o)
Beijinhos***************

su disse...

Quem tem os mesmos gostos acaba por arquivar as mesmas imagens...eheheh
Já fui buscar mais uns selos...para breve tenho de fazer novo post para distribui-los!
:)

Lágrimas de Sangue disse...

Mancha o corpo mas não a Alma...

su disse...

E depende sempre da força dessa alma.
:)

ZezinhoMota disse...

Su!

Ando ausente, mas não me esqueço de vocês.

Embora não seja muito meu, mas ando um pouco descrente da Internet.

Mas espero que venha aquela minha vontade de retomar em força...

Fica bem.

Bom fim de semana.

Bjnhs

ZezinhoMota

BlueVelvet disse...

Sublime este teu texto.
Comovente, nu e cru, como a realidade.
Adorei as imagens.
Uma tinha em stock para um dia destes.
beijinhos