Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

O QUE É QUE TROCAMOS?!

Troco um sopro
Troco um beijo
Por um sonho
Por um desejo
Dou as asas
A varinha de condão
Ergo as armas
Que estão ali à mão
O dia-a-dia do cansaço
Veste, assim, o corpo despido
Saio com as dores no regaço
E com o coração ferido
As luzes fechadas que caem dos céus
São anjos soltos da mão de Deus
São palavras nuas, sem véus
Costurando esta Teia
Caminho sobre este altar
De cimento e de concreto
Escuto os deuses à janela
Que me fazem um pedido secreto
Que não acredite em tudo o que vejo
Sem olhar, primeiro, a sua alma
E se esta, entretanto, me der um beijo
Aí vive um Príncipe e não um Sapo.


susana júlio

xxx

Mel, amiga, o "Blogspot" beija o "Sapo", em sinal de reconhecimento! ;)

18 comentários:

Mel, www.noitedemel.blogs.sapo.pt disse...

Este "sapito" abraça a Fada Arianazita...

Tonta criatura :) Soube-me bem este abraço!!!!

Amiga estou menos mal... troquei
4 000 sorrisos de jovens adultos por 22 idosos de num Lar. Que sei eu da vida? Nada, aprendo a aprender todos os dias ... aprendo a manter-lhes o sonho de que ainda existe caminho.
Este é o meu modus vivendus actual!

***
Aceito sim, minha querida nenuquinha. Obrigada! Gosto muito de ti!
Mel

su disse...

Mel: Qual é o melhor modo de vida que não esse de aprender a caminhar até onde se tiver que chegar? Porque tudo acaba sempre por ser um processo de aprendizagem enquanto nos fazemos ao caminho. Por vezes, ou muitas vezes, ou algumas vezes, mas sempre são vezes, encontramos flores e/ ou cactos pelo caminho...ficam à beira da estrada, contornamos ou colhêmo-los...conforme a situação. Mas carregamos todo esse processo no nosso saco da memória.
Ensinando os outros também se aprende muita coisa...e é assim que deve ser: a partilha e o que se ganha com isso...o conhecimento.
Um sonho por um sorriso...ou um sorriso por um sonho...parecem-me excelentes trocas!

Se o meu "abraço" te fez sorrir...só por si já valeu a pena!

Beijinhos grandes, Fada Lia.

Teté disse...

Mel: Um excelente poema, como sempre! A foto é tua ou da Su?

Leio-te, de vez em quando, mas já desisti de comentar, que nunca acerto (ou se acerto, nem consigo ver se acertei), dadas as minhas "incapacidades" informáticas... Apaga tudo, nem consigo lá voltar.

Um abraço muito grande para ti!

Su: Desculpa a situação de pombo-correio, mas também não estava a ver outra forma de dizer isso à Mel. Se alguma das duas me quiser explicar, até agradeço...

Se o poema é, a meu ver, excelente, as tuas escolhas e recolhas não ficam muito atrás...

Jinhos a ambas e também a toda a Teia!

serenidade disse...

Su,

a partilha é uma das maiores Maravilhas do Universo, troquemos o que temos para dar:)

Serenos sorrisos

su disse...

Teté: Bem, a foto não é minha, retirei-a algures da net. De meu é apenas o poema que o decidi escrever no momento, há pouco", para o "oferecer" à Mel.
Sobre como publicar os comentários no Sapo, ao início também tive alguma dificuldade e alguns comentários não ficavm mas agora, se calhar, tenho tido "sorte"! Parece que às vezes há uma incompatibilidade estranha entre o sapo e o Blogspot, daía brincadeira deste poema que escrevi, em jeito de trocadilho, que já vem do post anterior! Beijinhos.

serenidade: a Dádiva acaba por ser, de facto, a maior partilha!! Beijinhos!

Teté disse...

Gracias, Su, vou-me esforçar por perceber a lógica do sapo... Se entender, depois também te digo alguma coisa!

Dorme bem!

Teté disse...

Ah, pois, o poema é teu, inicialmente pensei que fosse da Mel. Excelente à mesma!

Thiago Forrest Gump disse...

Tem um país da América do Sul que eles batem o sapo no liquidificador e tomam como café da manhã! lolololol

Eduardo Jai disse...

Trocadilhos que trocam os corações trocados.

Muito bonito, gostei.


Um dia BOM, Su.
:)

su disse...

Teté: Então depois avisa. Sim, é meu o poema. Obrigado, amiga! ;)

Thiago: Run, "Forrest", run...olha que essa receita para começar o dia parece-me, ainda que de certeza cheia de proteínas, um pouco intragável! Não dizem que os sapos são venenosos, ou é só má fama?! ;)

Eduardo: Sabe bem brincar com as palavras e ás vezes com as situações...que é para não ser sempre tudo tão sério! :)
Um dia sorridente para ti!

su disse...

Agora, trocava a consciência por um pouco da música de Orpheu...

butterfly disse...

Os deuses pedem para que não acredites em tudo o que ves...e eu faço o mesmo e digo-te para também não acreditares em tudo o que ouves...nem em tudo o que dizes...
gostei muito do poema...consegui senti-lo,bem adequado ao meu momento presente...
Beijinhos

Delfim Peixoto disse...

Gostei de visitar-te

su disse...

butterfly: No dia-a-dia aprende-se a questionar as coisas...no fundo, acaamos por perder um pouco da inocência infantil, doce inocência...seremos mais felizes, mais precavidos, mais cinzentos, ou mais quê?!...
deixo-te um grande beijinho (e acredito nisto!). ;)

delfim peixoto: Volta sempre!

Nienna disse...

Ol�...
Agora acertei o blog...
Lindinho...
Gostei do poema...
Beijinhos encantados***

su disse...

nienna: Ambos os caminhos são válidos, seja no Reflexo seja aqui na Teia. Em ambos serás também bem-vinda! : )

tonsdeazul disse...

Envio-te um abraço e um beijinho por este poema tão delicioso. :)

su disse...

tonsdeazul: Delícia mesmo é receber abraços e beijinhos! ; ) Obrigado!