Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

"E se de repente um desconhecido lhe oferecesse"...castanhas?!

Não foi um desconhecido mas foi uma oferta.

À saída do trabalho, caminhando algures pela rua, olhando por sobre o ombro, descobri o sorriso mais lindo, esperando por mim, acompanhado de uma das minhas tentações preferidas: castanhas assadas!

Há um "frio" que parece sobrepôr-se ao calor "impróprio" desta estação. Dizem as "más-línguas" que as castanhas assadas não combinam com os aparentes dias de um Verão renitente em partir. Quando telefono para a minha avó e lhe pergunto pelas nozes e pelas castanhas, "estranhamente", diz ela, este ano ainda só caíram e apanharam as nozes. As castanhas ainda estão na árvore e alguns castanheiros estão queimados. Os tempos mudam!
No entanto, mesmo que a Natureza dite que esta é uma semente de época (sim, semente, porque regra geral diz-se que é um fruto! Ora, o fruto é o ouriço que envolve a semente: a deliciosa castanha!); outrora (há uns bons anos atrás!), comer gelado era também uma coisa que só se fazia no Verão! Felizmente, há coisas que mudam... E se fosse pelas coisas da moda, por mim, a castanha estaria sempre presente para além dos Outonos da minha vida. Porém, a lei da natureza, neste caso, fala mais alto do que a questão das modas.

A combinação do canudo feito de papel jornal, as castanhas assadas na brasa que deixam as cinzas nos dedos das mãos, o aroma inebriante que assalta, subtilmente, as ruas das cidades são um conjunto de sensações únicas que condicionam a alma naquele embalo que toda gente sente e sabe: as coisas simples da vida têm outro sabor - o MELHOR!


Obrigado pelas castanhas! E por tudo o mais.

8 comentários:

Teté disse...

O sabor das coisas simples da vida, num texto genial... sobre essas mesmas coisas! Um sorriso que nos espera, a tentação das castanhas assadas, o aroma do Outono a pairar...

E sim, lembro-me da época em que gelados (Olá e Rajá) só no Verão. Até que começaram a abrir umas gelatarias, aqui e ali, a coisa foi pegando... Ainda bem, que adoro gelados!

Hummm, acho que hoje não passo sem comer umas castanhas...

Jinhos, amiga!

sendyourlove disse...

a mudança...a evolução...
humm e gelado de castanhas? temos de experimentar

Matchbox30 disse...

Este ano, não foi o frio k trouxe as castanhas! Este ano é ao contrário!

Borboleta disse...

De facto, umas castanhas assadas embrulhadas num canudo de jornal tem outro sabor! Assim como a sujidade que essas castanhas nos deixam nos dedos! E o facto de as comprar na rua e comê-las ali mesmo é uma vivência maravilhosa :) Entendo-te porque adoro comprar dessas castanhas aqui na baixa do Porto :D
Beijinhos com sabor a castanhas assadas embrulhadas num canudo de jornal (sim, porque estas são as originais :)

Papoila disse...

Querida Su:
Um cartucho de papel de jornal ou de páginas amarelas da lista telefónica acompanhadas de um sorriso brilhante... e as mãos sujas ... ai que me babei...
Beijos

Noite disse...

há coisas que, por mais tempo que passe, por mais modas que surjam, por mais gostos que se descubram, serão sempre inolvidáveis e saberão sempre às melhores coisas da vida!

tonsdeazul disse...

Ontem, depois de ter deixado a minha colega de trabalho em casa, fui passear na calçada do meu "Texas" e não resisti pois em comprar castanhas assadas. Estava tão sozinha que aquelas castanhas por breves minutos foram a minha companhia e a minha felicidade! :)
Talvez, hoje, repita a dose! Ehehe
Beijos, beijos

su disse...

Existem coisas simples que têm esse poder: de nos dar a maior felicidade naquele preciso momento!

: )