Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

CÍRCULO COMPLETO

EnroLo-mE.
Nua.
Tua.
Na onda
Do teu sabor.
Em cada palavra
Trazida
Do alto-mar
Do teu corpo.
Percorro-o.
Com os dedos
Do Tempo.
Sem tempo
Para contar
Onde te começo
E onde te acabo.
Carta por acabar.
Em ti não navego.
Vivo docemente à deriva
Apenas com âncora
Presa
No coração que ainda julgas teu:
Enquanto me tomavas
Troquei-o pelo meu.
E somos na rede do Destino
Conquista e conquistador
De contornos
Esbatidos
Um no outro.
Puxo
O pôr-do-sol da tua pele
Fio que nunca acaba
Ao longo das estações.
Entrelaço-te no meu caminho
Que descobres com labaredas soltas
Caindo como desejos
Em vez de estrelas cadentes.
Conheço-te de Ontem
No Amanhã que despe os beijos
De todos os seus sentidos.
O círculo está completo.

7 comentários:

Azer Mantessa disse...

eu não posso deixar. um abrigo da vida. pacify meus problemas. com corpo aquece-se. Despido em nossa unidade. suas mãos delicadas. promete-me o conforto com os anos. Você é minha paixão pura. não eu pode resistir.

Teté disse...

"Encosta-te a mim", de Jorge Palma, foi o que o teu poema me fez lembrar. O que não tem nada de depreciativo, que como poeta considero-o fantástico...

Adorei a tua conquista do círculo completo! Quer tenhas sido tu a conquistada ou a conquistadora...

Jinhos, amiga!

Taliesin disse...

Um ano…as quatro estações percorrem a roda da vida…sustenho a respiração…sinto o ar que sopras no coração que pensava ser meu mas afinal é teu…os aromas proliferam no meu corpo e libertam a extrema felicidade…é assim que vivemos…no circulo completo.

Kissing....

Noite disse...

E é assim a vida, a que sabemos ser e a que nunca foi, a que pensamos ter e a que nunca tivemos. Acaba e começa no mesmo sítio, mas vai tão longe como da terra ao outro extremo do Universo. Tal e qual como a borboleta que bate asas e pousa, aqui, agora, ali, depois, vais se gues em frente, não percebendos que voltarás ao mesmo lugar, de sempre.

tonsdeazul disse...

Neste "círculo completo"
prendes e te deixas prender.
Bonitas palavras.

impulsos disse...

Fios que se enrolam nos corpos que se amam...
Fios que se desenrolam e voltam a enrolar, até formarem um círculo completo e perfeito!

Beijinho

Eduardo Jai disse...

Lindo.
Assim...
Sem mais palavras.

:)