Pesquisar neste blogue

sábado, 12 de janeiro de 2008

UNIVERSO A QUATRO MÃOS...

...desta vez, é a Teia presa nas palavras do Taliesin e faz eco da sua escrita, com os seus próprios fios...
Assim, primeiro ficamos com o poema O UNIVERSO DA TUA PELE, do Taliesin, e depois o eco da Teia com O UNIVERSO SOMOS NÓS.

O UNIVERSO DA TUA PELE
Percorro as tuas luzes,
E entrego-me à glória de te acariciar,
Tuas mãos doces,
Teu corpo, que ao tocar,
Faz o meu vibrar,
Afastando as sombras que envolviam
A aurora.
Teus olhos despertam-me para a vida,
Profundos, belos…uma obra de arte,
Como viver sem ti?
Como respirar sem te tocar?
Fundido nos teus braços,
Sinto-me seguro,
E no universo da tua pele,
És a minha vida AMOR,
É um privilégio divino,
Viver para te AMAR.

Taliesin, in The Spiral

O UNIVERSO SOMOS NÓS
Percorro o teu brilho à velocidade da luz,
E entrego-me ao infinito de te envolver em mim,
Teu rosto como universo desvendado,
Teus olhos como estrelas de desejos,
Fazendo a minha alma encontrar-se
Com o segredo Original da sua existência.
Tua pele desperta-me para todos os sentidos da Vida,
Via Láctea luminosa e profunda na qual me perco,
Como não encontrar um caminho em ti?
Como não querer partir para ti?
Escondo-me no teu abraço,
Sente-se segura a minha alma na tua,
E na mistura das suas próprias essências,
És as asas que outrora perdi,
No voo da busca do Amor Perfeito,
Agora que renasci
Sei que vou
Viver para te AMAR.


xxx

... e qual é a medida do Universo em cada um de nós?!...

48 comentários:

POETA VAGABUNDO disse...

a medida está na capacidade que tens para ver para alem do sonho...sei lá...estava a divagar:)

p.s. eu ando a ouvir o novo da patti smith, o novo da p.j. harvey, o novo dos arcade fire, o novo da amy winequalquer coisa:), zeca afonso e eddie vedder a solo...

beijo vagabundo

mixtu disse...

a medida do meu universo é do tamanho de um queijo e de um anco de broa

ou

é o falar com o meu filho...

venha daí o teu universo com uma criança

abrazo serrano

mixtu disse...

... naco...

Mel de Carvalho disse...

a medida é aquela que fores capaz de conter em ti e doar ao outro ...
digo eu, querida nenuquinha.

Adoro ler poemas a quatro mãos. Lindo!

Beijo sentido,
Mel

oArtista disse...

Num universo infinito cabe a nós próprios definir o quanto estamos preparados para abraçar, conter...e entregar!
Beijos infinitos :-)

su disse...

poeta vagabundo: Divagas bem...a nossa medida nunca deve ter limites e deve estar sempre para além de qualquer coisa, digo também eu! P.J. Harvey - óptimo álbum; Arcade Fire - excelente como sempre; Eddie Vedder - Muito Bom!
Beijinhos grandes.

mixtu: Há realmente coisas das mais simples e das mais complexas ou aparentemente mais importantes que só por si nos enchem as medidas do Universo que somos nós. Como eu te disse, venha daí o lanche! ;) Beijinhos.

mel: Minha Fada Lia, a nossa medida mede-se no que se dá aos outros sem espera de resposta, é bem verdade...
Beijinhos grandes e saudosos.

oartista: É como o Amor ser um acto total de entrega...e aí parece ser infinito, assim tal e qual como nós olhamos para o Universo! Beijinhos.

Teté disse...

Adorei os poemas, em completa sintonia, sincronia e harmonia...

A pergunta não é retórica? Bom, suponho que depende dos valores de cada pessoa. Pessoalmente, o amor, a amizade, o convívio, a partilha de alegrias e tristezas, a aprendizagem, a compreensão, a solidariedade são as medidas mais adequadas para conseguir um certo equilíbrio e felicidade...

Jinhos para ambos e festinhas para o Sky e a Átia!

su disse...

teté: Obrigado amiga. É umapergunta de retórica e divgação... é certo que as coisas que referiste são as nossas grandes e eternas medidas. Para que se consiga a dita estabilidade que tantas vezes teima em fugir debaixo dos pés.
Beijinhos nossos e lambidelas deles ;)

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida amiga, passei para deixar-te muitos beijinhos de carinho e amizade.
Fernandinha

Márcio disse...

Olá Su,
Vim agradecer-te aqui pessoalmente o teu comentário que fizeste lá...

Abraço, bom fim-de-semana

su disse...

fernanda & poemas: Obrigado pela visita. Muitos beijinhos! Bom fim-de-semana.

márcio: Não tens nada que agradecer...há palavras que não se agadecem. Achei curiosa e linda a forma como determinadas coisa sucederam contigo.Recordou-me algo a mim! ;) Bom fim-de-semana!

Matchbox30 disse...

Universo de cada qual é aquele espaço em que este se sente em casa, em que está à vontade para pensar, estar, falar, tudo!

su disse...

matchbox30: Pois...podemos estar em casa dentro de cada um de nós...e podemos sentir-nos em casa, ou que chegamos a ela, quando esse espaço nos completa. Beijinhos.

MIMO-TE disse...

Será necessário dizer como me sinto bem aqui? Como estas palavras são mel para mim? Bem já sabes que adorei :) Quanto à medida, é infinita mas fácil de conseguir, basta estar atento e sentir! :)))


Miminhos meus

impulsos disse...

Sim, qual será essa medida?
O universo em cada um de nós, terá a medida que cada um quiser...

O meu universo é composto de muitas coisas, umas mais importantes do que outras, umas mais gratificantes do que outras...

O fio que me liga a esta teia, já é um fio antigo, bem fortalecido pela amizade que sinto em cada pedaço de vida que me é oferecido por vós, seja em versos, em prosas ou em simples comentários recheados de incentivos, que me enchem a alma por inteiro.
Obrigado!

Escusado será dizer que tanto o primeiro, como o segundo, eco do primeiro, são um exemplo de qualidade e beleza de poesia!

Beijo

marias disse...

Qual é a medida do universo em cada um de nós?!... É viver em paz connosco próprios e com os outros. E quando se vive em paz é porque não se fez o mal!...digo eu claro!

Adorei os poemas!..
" E entrego-me ao infinito para te envolver em mim
(...)
Ès as asas que outrora perdi
No voo da busca do Amor Pertfeito
Agora que renasci
Sei que vou
Viver para te AMAR"

Se renasceste, se encontraste as asas no infinito desse amor vive-o que é tão bom um amor assim!

Deixei um carinho para ti lá no amor infinito.

Beijinhos

un dress disse...

vivemos no CENTRO de uma teia

construída a partir do nosso desejo

mediada pelas possibilidades sonhadas e reais que a vida oferece.

desses hiato nascem outros sentidos outros sentimentos

luzes sombras dedos

chamas luas invernos marés

nada é simples mas tudo pode simplificar-se.

aprender: aprendendo.

/quase tudo...? :)



.beijO

tonsdeazul disse...

Bonitas palavras as vossas, como sempre!
Su a medida é aquela que tu quiseres dar a ti própria no universo e o universo a ti. Uma reciprocidade.
Beijo grande

su disse...

mimo-te: Ainda bem que te sentes assim por aqui...a intenção e o desejo é que todos se sintam realmente bem por aqui! : ) vamos estar sempre atentos...e sentir e pressentir! Beijinhos.

impulsos: O teu Universo que vais dando a quem por ti passa é bem grande e bonito, conhecemos-te pelas palavras e a imagem que fica é de uma grande beleza. Ainda bem que regressaste aos impulsos. A tua alma cheia supera qualquer outra coisa mais vazia! Obrigado pelas palavras. Beijinhos.

marias: Sim, viver em paz é porque a noção de mal não existe à nossa beira, também penso assim. Obrigado pelas palavras. Já vou espreitar o teu cantinho para ver o que lá deixaste! ;) beijinhos.

un dress: O centro de nós dita tudo o resto à nossa volta dependente de nós mesmos...como uma capa ou uma roupa que nós vestimos, embuída das nossas palavras, intenções, desejos, manifestações, actos...a nossa crosta que faz fluir as marés dos desejos dos outros, condicionando-os também! Um beijo grande.

tons de azul: Obrigado pelas tuas palavras. As nossas surgem sempre ao sabor de um grande sentimento! ;) O Universo em nós é feito à nossa medida...à medida do que temos para dar e do que conseguimos receber. É verdade. Um beijinho grande, minha homónima! ;)

Menina do Rio disse...

A Teia que tece a vida e a vida que se enrosca e prende-se nas teias, tecendo fios que agasalham a alma...

Um beijo pra ti querida

su disse...

menina do rio: Por aqui, em terras lusas, hoje sabe bem um agasalho...que esta Teia tenha esse efeito! Um beijo, menina do rio!

Oliver Pickwick disse...

Doce Susana, só mesmo a sua inspiração privilegiada é capaz de viajar à velocidade da luz (300.000 m/s). Gostei desta poesia repleta de doçura, em versos que descrevem um amor quase cósmico.
Beijos!

Oliver Pickwick disse...

Desculpem, não percebi que as duas poesias fazem parte do mesmo post.
Prezado Taliesin, seus versos apresentam o encanto característico da teia, nesta bela declaração de amor em um universo específico.
Abraços!

Pedro Branco disse...

Não me peças as palavras de novo
Deixa-me no voo rasante por entre cada olhar
Encosta-me ao sabor de um manto forte e quente
Que só na ternura desse poiso saberei descansar

Não me meças a alma por entre os versos
Olha-me, simplesmente. Nem precisar chorar
Sei bem que o infinito está dentro de nós
Sempre que o conseguimos encontrar

Kátia disse...

O Universo é cada um de nós.E acredito que não existe medida,cda um é como é e sei que todos podemos ser bem melhores.
:)
Um beijo e um cheiro!
Lindo post,linda canção e...que teia mais aprazível!
Fica bem!

Kátia disse...

Onde está o significado de Átia?...não vi...meus filhotes já estão lá no blog.

su disse...

oliver pickwick: Era realmente bom se a minha inspiração conseguisse viajar à velocidade da luz...as coisas que já tinha feito! ;) Obrigado pelas palavras. Beijinhos grandes!

pedro branco: Obrigado pelo teu comentário em jeito de poema. Muito bonito e atencioso esse teu cuidado...a verdade do universo de cada um de nós como algo a sentir nunca a definir! :)) Beijinhos.

kátia: Já te respondi no teu cantinho onde está o significado do nome Átia - é num comentário meu em jeito de resposta ao post sobre a Átia. Já vi os teus filhotes: Alegria, Querer e Soleil. Lindos mesmo. Parabéns. Que sejamos, de facto, o melhor de cada um de nós ... para cada um de nós também. Beijinhos.

O Profeta disse...

Somos um universo...somos algo que está muito para além da compreenção terrena...


Ergui-me ao vento na tua procura
Fundi um abraço com o sol da tua ternura
Modelei o amor com as palavras mais belas
Curso de errante espírito na tua procura

Porque o pensamento é voo de milhafre
Aprisionado em gaiola de palavras
O infinito e o incomensurável
Volto ao encontro das tuas profundas mágoas

Bom domingo


Mágico beijo

mixtu disse...

um universo
é um brincar constante
ele brica e nós brincamos com ele...
um universo que é jardim de infancia, eu acho...

ps. gracias, não conhecia... excelente... excelente feed-back do meu texto

lanche... yayaya

Gerlane disse...

Não! Não há medida! Temos, dentro de nós, um universo incomensurável. Isto é comprovado pelos dois poemas que acabei de ler. Sentimentos, desejos, emoções que surgem como uma explosão e, espalham-se, irradiando tantas sensações boas no espírito de quem os compreende.

Belos os dois textos!

Uma ótima semana pra ti!

Beijos!

su disse...

o profeta: É sempre muito agradável receber a tua visita com um poema teu! Muito obrigado. E porque somos algo de inesperado e para além do senso comum e da compreensão humana somos infinitos na nossa própria compreensão... beijinhos.

mixtu: yayayaya...o lanche é bem-vindo! Então com aqueles produtos serranos dos quais tantas saudades já tenho... :p E os deuses desse jardim de infância somos nós armados em Deuses...olha só que brincadeiras é que a humanidade anda a ter! O texto ou o poema da Idade dos Porquês ficou-me sempre na memória...era de um manual que eu tinha de Português na primária...e nunca o esqueci. São coisas. Não tens nada que agradecer! Beijinhos

su disse...

gerlane: Pelos vistos comentamos aqui as duas ao mesm tempo! ;)
É verdade...somos infinitos no que aqui vai por dentro...e então no que toca a sentir...não há palavras. Ou as que há rsultam como nestes dois poemas do post. Obrigado pelas tuas e uma óptima semana para ti. Beijinhos.

Gerlane disse...

Obrigada, Su, pelo poema de Alice Gomes, pois eu não conhecia tão inteligente e terno poema.

Beijos!

littledragonblue disse...

A medida do Universo em cada um de nós é o nosso limite...
Quanto mais longe for o nosso limite, quanto maior for o nosso pensamento, quanto maior for a nossa ambição e sede de viver, maior será o nosso universo.

Um beijinho meu


littledragonblue

su disse...

gerlane: É um poema muito bonito que já tinha passado para o mixtu. Ainda bem que gostaste.Beijinhos.

littledragonblue: O limit como o limiar do nosso Universo...que estejamos sempre, então, em expansão! Um beijinho little!

Maçã com Canela disse...

A minha é mesmo uma medida desmedida!!!!!!!!

O meu universo não tem limites!!!!

beijos adorei os poemas.. muito muito sentidos!

mixtu disse...

o universo tem a medida de uma resposta a um porquê de um aluno...

e como é bom... responder a esses porquês...

logo o universo é largo, muito largo, bem medido tem a medida do futuro...

abrazo serrano

Azer Mantessa disse...

very nice poetry ... it is deep.

the request at S2S is sent.

MADRUGADA... disse...

O Universo tem a medida das palmas das nossas mãos...

Basta querer!

poeta_silente disse...

Su. MInha querida amiga.
A medida do Universo... estranho... mas penso que o universo tem o exato tamanho da nossa capacidade de entendê-lo. Se o colocarmos somente em nós, ele será muito pequeno, se o colocarmos próximos de nós, ele será, talvez, um pouco maior... mas não o suficiente. Mas... se o colocarmos nos irmãos... então este nosso universo tente a ser infinito.
Vamos trocar de visão? vamos colocar o universo no nosso sentimento de amar e ser amado? Então, minha querida, o universo tem a exata medida da nossa felicidade.
Deus te abençoe.
Desculpa a demora em aparecer.
Beijinhos da amiga... mesmo que por tempos afastada.
Miriam

poeta_silente disse...

Correção:
onde se lê... "então este nosso universo tente..." leia-se... "então este nosso universo tende a ser infinito".

beijos.

Papoila disse...

Olá Su!
Perdiamo-nos na imensidão do Universo não fossem os laços da Teia que nos une...
este o nosso Universo, os laços de mil estrelas...
Beijos

Maria Clarinda disse...

Voltei para te reler....
Maravilha. Jinhos

su disse...

maça com canela: Pois então tens um Universo infinito dentro de ti...:)) Obrigado pelas palavras. Beijinhos.

mixtu: O prazer de esclarecer uma dúvida capaz de abrir os horizontes para algo muito maior...um mundo novo...pode ser isso também! Biejinho.

Azer: Thank You very much, Azer...for your words and for your atention. Kisses from the Web.

madrugada: E há quem veja o futuro nas linhas dessas palmas...por isso, uma quantidade infinita e inexplicável de modos de ver e de se estar. :))

poeta silente: Transmitir o nosso amor, não só recebendo mas também dando aumenta o nosso sentido de Vida, o nosso próprio Ser enquanto personalidade a crescer e a desenvolver no melhor dos sentidos. Não tens que pedir desculpa de nada...todos nós temos as nossas vidas para além do virtual! ;) Beijinhos grandes.

papoila: Palavras tão bonitas! Os laços feitos a estrelas tendem ao brilho intenso e duradouro das relações, aponta a imensidão da Teia que nos une...as nossas próprias Vidas.
Um beijinho muito grande.

su disse...

maria clarinda: Outro comentário postado ao mesmo tempo que o meu! ;)) Volta sempre que quiseres. É com todo o gosto que a Teia te recebe! Beijinho grande.

MIMO-TE disse...

Vim ler-te! Mas que interessante hoje fixo-me nas imagens fantásticas, que tanto me atraem... :)

Mimos linda

su disse...

mimo-te: Passe sempre que quiseres por aqui...esta Teia que funcione sempre como uma "casa" onde te sintas bem! Beijinhos grandes!

muguet disse...

sabes...eu acho que o meu universo tem o meu tamanho... se fosse maior eu não o conseguiria envolver com as mãos e se fosse mais pequeno fugiria entre os dedos...
acho que deve ser assim com todos...cada um com o seu tamanho :)
amei os poemas... lindos!

beijo...sabor a infinito