Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 18 de julho de 2008

6ª IMAGEM...

Quando atiro as pedras a mim mesma, parte-se o mundo inteiro à minha volta. E caem-me as asas, a alma despe-se, o pranto transforma-se nos cantos escuros da realidade. E as mãos que me abraçam são as mesmas que me asfixiam: as minhas. Somente as minhas, que partem e chegam de mim para mim. Fantoche alado da circunstância nas mãos de um ser divino que se cansou de brincar.
Desta vez, agradeço à Boneca de Porcelana, a menina dos sentimentos fortes que existem dentro da sua aparente fragilidade, do blog Impressionantes Impressões. Dentro de uma série de imagens lindíssimas, decidi começar com esta, que tantas vezes parece ser fruto de um "empurrão" da realidade! Adorei. Eis o que ela deixou, via mail, a acompanhar esta imagem: "...retrata um pouco, através de todos aqueles pássaros, os pensamentos negativos que te assaltam naquelas fases críticas, (...)... a menina a um canto, porque de facto não nos resta muito mais espaço quando somos acometidas(...) ." Muito obrigado, Lenita. Que saibamos, em último caso, usar as asas, tal como os pássaros...e voar!

15 comentários:

Menina do Rio disse...

Atirarmos pedras em nós mesmos é nos autoflagerar. Não sejamos nunca como a mariposa que se debate em torno da luz até que caiam suas asas. Sejamos como uma águia voar no infinito com a certeza que sempre haverá um pouso.

Querida, PARABÉNS pelo aniversário!
Que seja um dia de muitas alegrias

Um beijo

su disse...

menina do rio: Mas muitas vezes, acabamos por ser essas mariposas sem querer...debaixo da luz enganadora.

Obrigado. Muito obrigado. Beijinhos.

Gerlane disse...

E, infelizmente, como são freqüentes esses momentos em que só sentimos a nós mesmos.
Òtimo e verdadeiro texto!
Impressionante, forte imagem!

Um bom fim de semana!

Beijos!

1/4 de Fada disse...

Esta imagem fez-me lembrar tanto o filme do Hitchcock de que eu gostei imenso! E que palavras tão intensas que a acompanham...
Obrigada pelos parabéns que me desejaste... atrasados ou não, pouco importa.
Beijinhos e um bom fim de semana.
Espero que os pássaros ruins tenham voado para longe...

Képia disse...

Ai Su, parece sim que essa é uma faceta em que vocês as duas se identificam e entendem em plena comunhão. Eu tenho tido por várias vezes longasssss conversas com a boneca a esse respeito e apesar de entender na perfeição esses momentos não consigo senti-lo... SEgundo a Leninha eu nasci com uma aura muito positiva á minha volta, parece que quando me sinto fragilijada psicologicamente, essa fragilidade passa no momento seguinte com uma rapidez estonteante. eu costumo dizer que as minhas neuras se refletem é fisicamente. O meu corpo é que paga... muito obectiva e concretamente.
A solidão e os momentos a só a mim assustam-me, não gosto de estar sozinha, fico insipida :Z

enfim Su "cada um é como cada qual", como diz o povo.

ahhh a Lenita já te contou a titarada da tua imagem??? e chegaste a receber a minha?? mandaste-me mail a dizer que não, e eu voltei a enviar mas não sei se recebeste ...

bjinhos linda Su

su disse...

gerlane: São momentos e apenas os podemos olhar como tal...momentos...outros hão-de vir bem melhores. Também somos feitos de asas de esperanças! :))
Beijinhos grandes.

1/4 de fada: Sou fã de Hitchcock. Desde miúda, na altura em que sequer tinha idade para ver os filmes dele, e enquanto a minha mãe pensava que estava a dormir, eu estava sentada no corredor, por detrás da porta semi-fechada a espreitar e a acompanhar. Chegava ao intervalo lá ia eu a correr para a cama!!! E esse dos pássaros foi marcante! Grande filme...mexia a valer com as emoções! Os pássaros vão e voltam com uma facilidade surpreendente...o GPS deles deve ser fantástico. Dão sempre muito bem comigo, onde quer que eu esteja! Obrigado. Beijinho grande.

képia: Cada um de nós sente as coisas à sua maneira e isso é óptimo porque é nestas pequenas grandes diferenças que encontramos os pontos de encaixe nas personalidades uns dos outros. E funciona porque o equilíbrio é feito não só de semelhanças como também de diferenças. depois, é sempre uma questão de encaixe das personalidades, das "químicas", como muita gente lhe chama.
A mim, a solidão não assusta nada...é apenas um estado e quando a tenho é porque realmente preciso dela e quem me conhece já o sabe e entende perfeitamente...no fundo, cada um tem as suas coisas...e o que faz brilhar nos outros que nos acompanham a sua faceta de verdadeiros amigos é mesmo aceitarem-nos pelo que somos...incondicionalismos! :))
A Lenita tem muita sorte em ter uma amiga assim à sua beira. :))
Bem, ela contou-me a história de cada uma das imagens que me enviou mas isso que referiste não!!! O que é que se passou?! Desculpa se ainda não disse nada...vê só como anda a inha cabeça...pensava que já te tinha respondido...recebi sim, perfeitamente! E muito, mas muito obrigado...está óptima e de acordo comigo...a 100%! Isso é que é tirar bem as medidas!! Eheheheheheh
Beijinho GRANDE!!

anjobaldio disse...

Obrigado por tua visita no anjo baldio. Grande abraço.

su disse...

anjobaldio: Nada que agradecer. Belos trabalhos! :)))

Mariana disse...

Por vezes não temos a plena noção de que a grande maioria das nossas atitudes se reflectem em nós quando apenas nos queremos defender das adversidades do Mundo e acabamos por sofrer as mais terríveis consequências.

Imagem lindíssima!

Beijinho *

su disse...

mariana: Certa dose da nossa loucura pessoal passa por isso: uma espécie de cegueira.
Beijinho. :)

Kátia disse...

"Que saibamos,em último caso usar nossas asas e voar..."

Ainda ontem me lembrei do que escrevi em "metamorfoses" acerca de dar novos vôos...que bom relembrar.Lindas fotos e texto bem expressivo como tudo por aqui.

:)

Matchbox31 disse...

Faz-me lembrar o pássaros do Hitchcock

su disse...

kátia: Obrigado...a tua voz é que é linda, amiga!! ;))))
Beijo grande.

match: Pois...a mim também me fez lembrar logo desse grande filme!!

Porcelain Doll disse...

Eu não acredito que só agora vi este post... tu és tão linda... TÃO LINDAAA!!!

BEIJOOOSSSS!!!!!!!!!!!

BUÉÉÉÉÉ!!!!!!!! da beijooosss!!!

LINDA, TU!

Porcelain Doll disse...

"(...) a menina dos sentimentos fortes que existem dentro da sua aparente fragilidade (...)"

Adorei mesmo... as tuas palavras a meu respeito... ainda bem que também gostaste das minhas e das minhas imagens...

Beijo enorme minha querida!!