Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Resultaram textos belíssimos do post anterior IMAGEM PROCURA TEXTO (podem e devem continuar a deixar lá mais textos!). A TEIA agradece e vai colocar, um a um, cada um dos vossos textos, com uma outra imagem e outra música associadas. Começamos com este da Carmen Zita, feito no momento, na inspiração da imagem e do seu talento, diga-se de passagem!
"Quando invadiste o meu mundo,
nada nele era água,
nada nele era azul.
Quando invadiste o meu reino,
todas as cores se transformaram
num só tom que mantiveram,
até ao dia em que esse reino
decidiste abandonar.
Lágrima, chuva, onda e maré
e eu viajante, sem ponta de ,
em pequeno e frágil barco de papel,
tantas vezes construído por minhas mãos
e lançado em oceanos profundos,
decorado com todos os sonhos,
que hoje se revelaram inúteis e vãos."

Carmen Zita Ferreira
30. 01. 2008QUAL É A VALIDADE DOS SONHOS?

22 comentários:

Eduardo Jai disse...

estive a ler os posts que "acumulei" por ausência prolongada e, como hoje não estou muito falador, em vez de comentário deixo um desejário:

Um dia BOM, Su.
:)

impulsos disse...

Um poema lindíssimo de uma alma sonhadora, que, se revisita no balanço da sua caminhada aventureira, feita de água num barco de papel frágil...
A música e as imagens são as melhores que o poema poderia alguma vez ter.
Isso, é mérito teu, amiga Su!

Gostei, claro!

Beijo

Teté disse...

Bom, Su, tal como te disse ando com pouca inspiração, mas quero ver se hoje ou amanhã te envio o texto.

Os restantes textos leio depois, para não ficar demasiado influenciada e então aí é que não sai nada!

Bom concerto e um óptimo fim de semana para ti!

Jinhos, amiga, e festinhas aos bichinhos!

Matchbox31 disse...

Para mim, a validade dos sonhos não tem fim, duram para sempre até os realizarmos!

mixtu disse...

não direi validade
olho como um custo... se sonhamos não dormimos, uns são despesas, outros investimentos
os meus... investimentos, acordo sempre com um sorriso, e isso em comprimidos é um dinheirão...
yayay

abrazo serrano
parabens ao texto

lua prateada disse...

Sonhos não teem validade jamais.Quando um se concretiza logo temos outro e, ainda bem pois a vida sem sonhos não teria qualquer sabor...
Beijinho prateado com carinho
Feliz fim de semana
SOL

muguet disse...

há sonhos que valem uma vida. eu tenho um desses :))

adorei o texto... as cores, não podia deixar de ser... o azul que é mil azuis.

ps- se calhar não é só um o sonho...se calhar são mais :)

baijo...sabor optimista a sonhos tornados sonho vivido (quem sabe...)

oceanus disse...

...a validade dos sonhos é eterna, não têm prazo de validade... porém dependem da "matéria" em que os criaste, fios de amor, ternura, amizade...

bjs do fundo do Oceanus

un dress disse...

são de facto inúteis

os sonhos.

não faço a apologia do sonho.

longe disso.

deixá-lo apenas existir

no seu próprio espaço.

sermos moles e densos

sólidos e líquidos.

de facto.







beijO

su disse...

eduardo: Seja bem-vindo!De regresso aqui pela blogosfera! Obrigado pelo desejário! Já te vou deixar o mesmo! ;))

impulsos: Obrigado pela apreciação. Se deixarmos a nossa alma poeta vagabunda no fundo conseguimos saborear os impulsos das palavras. Beijinhos grandes.

teté: Obrigado, amiga. De certeza que vai ser um bom concerto, espero eu. Fico à espera do teu texto então. Beijinhos grandes e bom fim-de-semana.

matchbox31: Então sempre têm uma certa validade?! Até se concretizarem...e depois o que vem é o quê?! Beijinhos!

mixtu: Já te tinha dito que esses teus comprimidos devem ser uma autêntica "bomba" em termos de sucesso...tens de me dar a sua receita! Eheheheheh...beijinhos.

lua prateada: Portanto, os sonhos são infinitos na ânsia e na perseguição dos mesmos...pois sim..é verdade; somos todos muito ambiciosos com a quantidade dos sonhos! ;) Beijinhos.

muguet: Se calhar esse sonho, vale por uma quantidade exagerada de sonhos...se calhar há um sonho entre os sonhos e tu descobriste o verdadeiro. O único, o que vale a pena...Beijinhos enormes em vários tons.

oceanus: Pois isso é verdade...a matéria dos sonhos tanto pode ser frágil como ser do mais duro diamante! Beijinhos.

un dress: Que exista e que se umpra no seu espaço e que te deixe sempre a sensação plena de vida completa... :)) beijos redondos em fios de seda!

Oliver Pickwick disse...

Concordo com você, querida Su! Este texto da Carmem Zita está estupendo.
Excelente idéia essa sua.
Beijos!

Divinius disse...

RESPIRA A LEVEZA QUE VIVE EM TI...
SOLTA TODA A BELEZA DO TEU OLHAR...
SOLTA TODA A BRANCURA DA TUA TERNURA...
SOlTA NA ÁGUA PURA DO MAR...
Gostei de ler:)

efeneto disse...

Sábado, 14 horas, pego no meu teclado a gasóleo e aqui estou eu a agradecer a sua fidelidade. Obrigado por me terem embebedado de tanta amizade.
Para o ano há mais e conto com todos vocês. Um bem-haja a todos.
Vamos voltar às palavras e deixemo-nos de lamechices.
Abraço aos amigos e beijos ás damas.

su disse...

oliver: A ideia mesmo é mostra as palavras dos outros das quais eu tanto gosto...como sempre é mais uma partilha minha para todos vós! Mas está mesmo estupendo, não é?! :))
E o teu?! Impecável! Obrigado! Beijinhos.

divinius: Acho que vou ter de pedir autorização para este teu pequeno poema para ser considerado no post anterior, não?! ;)) Beijinhos.

efeneto: Os parabéns de certeza que são merecidos e vale a pena ser sempre lembrado! Que venha mais um de palavras e de poesia. Beijinhos!

cõllybry disse...

Belissima ideia,o que rultou de um belo poema...

Meu doce beijo

Liz / Falando de tudo! disse...

Realmente o texto é envolvente e as fotos sao belissimas vale a pena!!
Bom find!

su disse...

collybry: Beijo esvoaçante para ti. Bom fim-de-semana.

liz: É um conjunto que resultou muito bem mas o mérito é mesmo da autora do poema! :) Beijinhos até aí!

Lenita disse...

Como dizia Lavoisier, por aqui, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma... não, não era um poeta, era um cientista! E por que haveria de funcionar a coisa de maneira diferente com os sonhos do que funciona com os reagentes e os produtos da reacção? Não é isto tudo constituído da mesma substância, mas em estados diferentes? Um sonho nunca é vão e aqui está a minha brilhante teoria para a comprovação científica disto que acabo de afirmar... eh, eh, eh... o prazo dos sonhos acaba no dia em que eles se cumprem... a heroína ou o herói da nossa brilhante Carmen Zita revela-nos o motivo pelo qual olha para os seus sonhos como inúteis e vãos quando diz "sem ponta de fé"... porque é a fé é que rasga os caminhos e ela é fraca quando perseguimos cegamente um sonho ou, ao contrário, quando duvidamos dele a todo o instante e deixamos que os obstáculos sejam mais fortes que o nosso sonho...

Bjokas e parabéns ao texto incrível!

tonsdeazul disse...

Volto a dizer que gostei muito destas palavras. :)
E esta imagem também está muito bem!

CZ disse...

Obrigada, Susana!
Obrigada a todos.
Às vezes (muitas vezes) faltam-me as palavras... :)

Teté disse...

A validade é eterna...

E a CZ tem um enorme talento, como tu bem referes...

su disse...

lenita: Seja a fé quendo ela existe suficiente para alimentar a perseguição dos sonhos. E que estes quando transformados não sejam cúmplices da cegueira de se ficar apenas por ali...porque há muito mais tal como nós somos também muito mais. Beijinhos, filósofa romântica! ;)

tons de azul: Podes voltar a dizer o mesmo. É mesmo verdade! ;) Beijinhos grandes.

cz: Que não te faltem as palavras pois seríamos nós os eternos prejudicados! :)) Nada de agradecimentos...é tudo mais do que merecido! Beijinhos saudosos,amiga.

teté: Que seja sempre assim...só o físico do homem é que tem a validade...o sonho que se perpetue! Beijinhos grandes.